O acontecimento levou a diversas homenagens, inclusive por parte do presidente Emmanuel Macron, que disse em sua conta no Twitter que “ela deixa para trás músicas que são familiares para todos os franceses e o exemplo de uma vida dedicada aos outros”.

Cantora faleceu neste domingo após uma luta de dois anos contra um câncer, informou a mídia francesa,aos 70 anos.

Gall, cujo pai escreveu canções para os grandes franceses Edith Piaf e Charles Aznavour, chegou à fama ainda adolescente com a ajuda do lendário cantor e compositor Gainsbourg.

Gall é o segundo ícone francês dos anos 1960 a morrer nos últimos dois meses, após a morte do cantor de rock Johnny Hallyday, apelidado de “Elvis francês”, no início de dezembro.